terça-feira, 2 de abril de 2013

Problemas com moedas

Existem certas dificuldades do dia a dia a que estamos acostumados, mas que durante o jogo, acabamos por negligenciar. Em mundos de fantasia medieval clássico, na maioria dos casos, o comércio é feito através de metais cunhados em formas esféricas que chamamos de moedas e normalmente se apresentam nas formas de bronze, prata e ouro, nesta ordem crescente de valor. Mas será que esses metais se encontram na mesma proporção nas mãos de camponeses e nobres? Ao comprar uma armadura completa de batalha o guerreiro estaria com um saco cheio de moedas de ouro? Prata? Bronze? Já imaginou ele chegar para o atendente e o mesmo não ter troco?




Quantas vezes você já viu uma nota de cem reais hoje? E de dois reais?

Eu e o meu primo que joga comigo desde que comecei a narrar, sempre tiramos sarro um do outro quando em algum momento precisamos andar com muitas moedas no bolso, dizendo que precisamos de uma algibeira para colocar aquelas moedas por fazer muito barulho enquanto andamos. O barulho característico incomoda algumas pessoas e quem não conhece alguém que "detesta andar com moedas"?. Guardada as devidas proporções, o seu personagem também pode preferir ser mais prático e andar com poucas moedas, mas como veremos a frente, essa escolha pode ser significativa em determinados momentos.

Algo que não nos atentamos no jogo é com relação a quantas moedas o jogador carrega  e os pequenos problemas que ele poderá enfrentar pela sua escolha. Digamos que ele escolhe andar com 1000 peças de cobres em vez de 10 de ouro para facilitar o troco nas estalagens e tabernas, mas imagina o tamanho dessa algibeira! Se for um ladino, cade o redutor nos testes de furtividade? Onde ele guarda isso em seu corpo? Será que esse volume aliado a sua localização no corpo do dono não poderia eventualmente evitar um golpe mortal? "- Oh, não, ele acertou e rasgou a minha algibeira, derrubando todas as minhas moedas!". Sem contar o fato de servir até como arma! ( levar um saco de moedas no meio da fuça deve dar uma dor bem incomoda, caso seja pesado)

Ele quis andar com mais  moedas de ouro? Beleza, mas será que ele vai conseguir troco na hora de matar a sede da taverna? Expor moedas de ouro em qualquer negociação, também é um excelente convite para ladinos e uma algibeira pequena é excelente para eles, mais fácil de se furtar! Em uma fuga é mais fácil não perceber a queda de uma algibeira quase vazia ou inchada com tantas moedas?





Então, como está a distribuição das suas moedas? Parece um detalhe tão banal que dependendo da sua campanha, pode até ser, mas se o mestre souber aproveitar esses detalhes , os jogadores irão sentir mais veracidade em seu mundo e que certas escolhas podem ser decisivas para se evitar determinados tipos de problemas. Essas situações acima são apenas alguns exemplos, com certeza você encontrará outras, somente a prática e atenção irão revelar as outras possibilidades.

Então é isso, um bom jogo e sucesso decisivos a todos!


Doação

2 comentários:

  1. Bacana o lance de dar brecha pra roubos se sair mostrando moedas de ouro por aí. É legal também colocar um banco ou algo do tipo nas cidades para fazer as trocas de valores das moedas, trocando ouro em moedas de bronze, etc. Fazendo com que os jogadores assumam os riscos de andar com as moedas que quiserem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Obrigado pelo seu comentário JHENNY

      Excluir

Complementando a leitura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...